Qualidade inquestionável, origem rastreável e práticas sustentáveis.

A Specialty Coffee Association of America (SCAA) considera cafés especiais apenas aqueles que apresentam elevada qualidade física e sensorial, alcançando acima de 80 pontos, numa escala de 0 a 100. Já a Associação Brasileira de Cafés Especiais (Brazil Specialty Coffee Association BSCA), acredita que além da qualidade da bebida, também é importante considerar critérios ambientais e sociais de produção (condições de trabalho, preservação ambiental, formas de organização dos produtores, entre outros). 

O Lunático trabalha com cafés a partir de 83 pontos e conhece a origem do seu grão, assim como o processo de torra e transporte. Dessa forma, pode-se perceber que qualidade, rastreabilidade e sustentabilidade são prioridades da cafeteria. 

Afinal, o que tem de especial no café especial?